Pesquisa
  • Aa+
  • Aa-
  • Aa+
  • Aa-
Criatividade
https://estrategiasquetransformam.com.br/wp-content/uploads/2019/11/Gameficacao-e-o-cenario-industrial.jpg

Gameficação na industria

A indústria 4.0 é um fenômeno marcadamente tecnológico. Sua diferença para as revoluções anteriores está no salto representado por Inteligência artificial (IA), Big Data e recursos análogos. É claro que este movimento não é apenas técnico, e envolve também aspectos comportamentais. Assim, é interessante olharmos para a gameficação e o cenário industrial.

A técnica em questão vem se tornando cada vez mais popular nos contextos de treinamento e capacitação profissional. Basicamente, o processo envolve inserir elementos lúdicos e competitivos como forma de motivar e envolver os trabalhadores. O investimento neste tipo de atividade reflete o espírito da Indústria 4.0.

Afinal, de nada adianta implementar as últimas tecnologias do mercado se não houver mudanças comportamentais e de gestão. É por isto que os colaboradores passaram a ser vistos e valorizados como um dos principais capitais da indústria 4.0. Se a gameficação ainda é novidade para você, explicamos um pouco o conceito antes de mostrar como ele impacta o cenário industrial.

Gameficação: Conceito e exemplos de sucesso

Como vimos na introdução, este é um conceito bem simples de se entender. Mas vale abordar o funcionamento da atividade na prática. Antes disto, é importante lembrar que o conceito de jogos pode ser bastante amplo. Hoje, no entanto, é impossível separarmos a atividade do meio digital.

Este é um processo que se iniciou nos anos 80, com o desenvolvimento dos primeiros consoles e games de arcade. Os elementos virtuais que compõem jogos modernos permitem uma aplicação dinâmica e mais engajante da gameficação em ambientes de trabalho.

Dentre as empresas que adotaram a prática recentemente, estão Danone, Siemens Healthineers e Telefônica Brasil. Em geral, a gameficação envolve a construção de enredos que apontam os objetivos da atividade. A cada problema ou meta resolvida pelo funcionário é oferecida uma recompensa. No decorrer da jornada, ela costuma ser figurada, sendo convertida em algo concreto apenas ao seu final.

Gameficação e o cenário industrial: Qual a relação?

A grande dúvida é se todo este conceito faz sentido para o contexto industrial. Se pensarmos na Indústria 4.0, não é difícil chegar a uma resposta. Basta entender que este é um cenário que busca valorizar e engajar colaboradores. A aplicação de mecânicas e interfaces de jogos neste contexto é altamente eficiente.

A tecnologia consegue abordar as necessidades e interesses dos funcionários e direcioná-los para atividades-chave da indústria. Em outras palavras, as metas definidas no plano de ação da empresa são adaptadas à jornada gameficada. Deste modo, as atividades deixam de ser vistas como meras obrigações.

Em lugar disso, elas assumem o papel de conquistas. Comparativamente, é como se o trabalhador chegasse à próxima fase de um jogo. É desta forma que a progressão da atividade aumenta a produtividade e o engajamento. A relação de sucesso entre a gamificação e o cenário industrial começa aqui.

Exemplo prático: SEW-EURODRIVE

Para comprovar como a gamificação e o cenário industrial andam bem juntos, vale conferir a experiência do SEW-EURODRIVE. O projeto foi colocado em prática na Hannover Messe, uma das maiores feiras profissionais do mundo. O destaque do evento foi a apresentação de projetos ligados aos veículos autônomos e outras tecnologias de automação.

Vale lembrar que a SEW-EURODRIVE é uma empresa líder em tecnologia voltada para a indústria. Por conta disto, a organização é reconhecida mundialmente pelo papel inovador. No seu corpo, existem mais de 16 mil empregados, distribuídos por 45 países. No evento citado, a organização usou ferramentas inovadoras no contexto da gameficação.

As interfaces apresentadas aproveitavam recursos de interação baseada em movimento, visualização 3D em tempo real e realidade aumentada. Saiba que esta combinação de ferramentas oferece um vislumbre dos caminhos que a indústria 4.0 vai seguir. Acredite, muitas tarefas produtivas e logísticas se beneficiarão destas tecnologias.

Como funcionava o projeto?

A narrativa do projeto exibido em Hannover girava em torno de uma planta industrial do futuro. Neste exercício de imaginação, encontrávamos uma indústria onde a maioria dos processos logísticos internos era feita por veículos autônomos. O papel destes robôs era simples: levar mercadorias do ponto A ao ponto B.

Na planta, alguns veículos autônomos acompanhariam os trabalhadores facilitando suas tarefas ao executar ações pontuais. A estrutura terminava com uma esteira para enviar os produtos, conforme o seu tipo, para diferentes máquinas empacotadoras. Aqui, a relação entre gameficação e o cenário industrial começa na interface dos usuários.

Neste ponto, os trabalhadores podem visualizar de cima os pacotes com ajuda da realidade aumentada. Além de tudo, eles estão aptos a selecionar produtos com um painel touchscreen. O sistema ilumina a caixa mais indicada para o produto, orientando o usuário. Quando esta escolha é realizada, os veículos autônomos transportam a caixa de produtos selecionada, levando-a até um destino pré-determinado.

A inspiração nos jogos eletrônicos

Se compararmos o processo descrito anteriormente com os jogos atuais, um ponto se destaca. Os profissionais da fábrica do futuro controlam unidades móveis, assim como gamers em jogos de estratégia. Neste sistema, um único indivíduo pode manipular diversas máquinas. Aqui, temos um bom exemplo da união entre gameficação e o cenário industrial.

Toda a abordagem de controle de processos e veículos foi pensada para oferecer a melhor experiência interativa. O veículo autônomo que transporta as caixas possui até mesmo status que podem ser conferidos em menus similares aos que encontramos nos games.

A interface apresenta ainda uma série de elementos interativos que mostram aos usuários as escolhas que eles podem fazer. A informação detalha as diferentes rotas e obstáculos presentes no caminho dos robôs. Todos estes fatores servem para facilitar a rotina dos profissionais da indústria, fazendo com que mesmo suas decisões sejam simplificadas.

Tecnologias inovadoras e cenário industrial

A influência dos jogos eletrônicos tem permitido que a gameficação e o cenário industrial se tornem ambos mais dinâmicos. Ademais, as interfaces desenvolvidas a partir deste referencial são cada vez mais intuitivas e eficientes. O fato é que na indústria os games são inspiração e método para transformar o cotidiano das plantas.

Benefícios da Gameficação no contexto industrial

No início deste artigo, mencionamos que muitas pessoas ainda têm dificuldade para entender a relação entre gameficação e o cenário industrial. Esperamos ter esclarecido a questão, demonstrando como esta atividade se adéqua à indústria 4.0. Reiteramos, acima de tudo, o potencial de engajamento da atividade.

Lembramos ainda que a gameficação e o cenário industrial também se beneficiam de outras formas. Afinal, este é um caminho especialmente eficiente para desenvolver e reter talentos, mas não apenas isto. Treinamentos são facilitados, e as equipes se fortalecem. E o mais importante: o uso da tecnologia neste contexto é uma porta aberta para a inovação.

Publicado em:

Estrategias que Transformam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *