Powered by INNOVATION INSIDER

    Pesquisa
    • Aa+
    • Aa-
    • Aa+
    • Aa-
    Inteligência Artificial
    https://estrategiasquetransformam.com.br/wp-content/uploads/2018/09/Inteligencia-Artificial-e-o-trabalho-O-que-muda.png

    A tecnologia avança cada vez mais rápido e a revolução das máquinas veio para ficar.

    Com a massificação do uso da internet, os últimos 20 anos foram marcados por mudanças bruscas. Por isso, devido à popularização da transformação digital e o novo comportamento do consumidor, muitos decisores estão perdendo o sono.

    Eles recebem cobranças de todos os lados e são bombardeados de conteúdos sobre empresas que já estão entrando na corrida digital e mudando seus negócios.

    Novos skills são necessários e conhecimentos em ferramentas também. Afinal, a nova era fala mais de uma mudança interna e cultural da empresa que atua de forma decisiva na maneira de trabalhar. E uma coisa é fato: as empresas que não inovarem não irão sobreviver.

    Agora, caminhando para um patamar ainda mais desconhecido, os negócios estão explorando o machine learning e a inteligência artificial. E essa área da tecnologia ainda se encontra em um lado obscuro para muitos profissionais. Afinal, uma máquina que tem comportamento humano pode mudar de vez a realidade dentro das empresas.

    Portanto, qual será o próximo passo? Os trabalhadores serão substituídos? Como as empresas lidarão com essa mudança?

    Nesse artigo vamos discutir esses pontos e mostrar o que os especialistas pensam sobre o assunto.

     

    O medo do avanço da inteligência artificial

    “Vamos roubar seus empregos”, disse Sophia, a famosa robô humanoide de inteligência artificial no Web Summit 2017, a maior conferência de tecnologia do mundo em Lisboa.

    As pessoas estão sentindo seus trabalhos ameaçados pela IA. Como disse Sundar Pichai, CEO da Google: “nos próximos 10 anos, vamos mudar para o mundo da inteligência artificial”.

    No entanto, quão grande é a ameaça da IA para o seu emprego? Bem, considere isto: AI é mais barata e mais produtiva do que você.

    Isso soa assustador? Saiba que nem mesmo os engenheiros que projetam a inteligência artificial estarão a salvo da perda de seus empregos. Avanços recentes em aprendizado de máquina permitem que a IA aprenda sem a ajuda de humanos e evolua além de nossas expectativas mais extremas.

    Um programa de IA chamado AlphaGo Zero aprendeu recentemente como jogar Go — o jogo de tabuleiro mais difícil do mundo, com mais movimentos do que o xadrez —  por conta própria, sem depender do conhecimento humano, e alcançou o status de campeão mundial em apenas três dias.

    Quando ouvimos essas notícias só passa em nossas cabeças que podemos ser demitidos por causa dessas máquinas, mas será que isso é uma regra imutável? Vamos ver o que alguns especialistas falam sobre isso.

     

    A inteligência artificial realmente vai roubar o seu emprego?

    Um dos assuntos mais comentados entre os c-levels no momento são as novas tecnologias. Embora tenham criado benefícios inimagináveis, elas também estão afetando muitos setores e mudando a estrutura da força de trabalho.

    Para se preparar para essas mudanças, é importante que a sociedade repense o que constitui as novas tarefas do trabalho e começar a orientar as pessoas para um mundo de deslocamentos na carreira.

    Em seu novo livro, Darrell West, diretor do Centro de Inovação Tecnológica da Brookings, fala sobre como se manter preparado para a inevitável transição.

    West explica que as empresas vão precisar cada vez menos de funcionários, optando por uma pequena força de trabalho, terceirizados e freelancers.

    Com isso, é verdade que a tecnologia está criando empregos e eliminando-os. Na maior parte, esses novos trabalhos são melhores em modelo e remuneração, mas são de menor número.

    Essas mudanças também estão acontecendo muito mais rapidamente do que muitas pessoas imaginam. Existe 50% de chance da IA superar todas as tarefas humanas em 45 anos e automatizar todos os trabalhos humanos em 120 anos.

    Porém, embora a IA, os robôs e outras novas tecnologias estejam afetando a força de trabalho, a inovação está causando muitos benefícios sociais e econômicos.

    Somente no setor de saúde, as economias são enormes. Espera-se que a redução de custos nos EUA esteja entre 10% e 20% dos custos totais e cerca de US$ 450 bilhões podem ser economizados no setor de saúde ao adotar o big data.

     

    Precisamos redefinir o conceito de trabalho

    Em “O Futuro do Trabalho”, o autor Darrell West explica que para permitir que essas inovações prosperem, precisamos sair de uma sociedade em que a maioria dos benefícios sociais são derivados de empregos.

    Durante grande parte da história registrada, os empregos não eram o fim ou destino da existência humana. As pessoas entendiam a identidade como mais ligada à família, grupo étnico, religião, vizinhança ou tribo. A concepção tradicional de trabalho é limitante e prejudicial quando fazemos a transição para uma economia digital.

    À medida que a nova tecnologia permite que nossa sociedade seja mais produtiva, com menos pessoas trabalhando, é preciso que o conceito de trabalho se transforme para incluir o voluntariado, a criação de filhos e a expansão do tempo de lazer.

    West argumenta que expandindo a definição de trabalho e encorajando o governo a fornecer benefícios — como assistência médica e contribuições para a aposentadoria —  para cidadãos que estão trabalhando de maneiras não tradicionais, podemos aliviar muitas das dores crescentes associadas a esses avanços tecnológicos e evitar grandes instabilidades políticas.

     

    Se preparando para o amanhã

    Então, se não podemos lutar contra a IA, o que você pode fazer para salvar seu futuro emprego? O primeiro passo é aprender sobre isso.

    Kevin Bandy, diretor digital da Cisco Systems, disse que as pessoas adotam a IA em suas vidas pessoais – atualmente com assistentes virtuais, como Alexa da Amazon, Siri da Apple, Google Now e Cortana da Microsoft -, mas são cautelosas em suas carreiras profissionais.

    Bandy especulou que a população está naturalmente assustada com o que não entende e foi influenciada com a maneira que a inteligência artificial é moldada por Hollywood.

    No entanto, a IA é orientada por machine learning e é muito semelhante à nós, aprendendo com seus próprios erros, estudando exemplos e aplicando o conhecimento adquirido ao longo do tempo.

    Portanto, a maioria dos especialistas concordam que precisaremos de restrições se permitirmos que a AI tome decisões críticas sobre vidas humanas, saúde e bem-estar geral. Na verdade, muitas legislaturas em todo o mundo (como o Reino Unido e a UE) já estão lutando para entender as implicações do papel da IA ​​em nossas vidas.

    Tudo isso lhe dá uma excelente oportunidade para preparar seu trabalho para o futuro. Afinal, não lute contra a inteligência artificial. Em vez disso, abrace-a e torne-se parte dessa revolução.

    Você não precisa ser um engenheiro ou ter experiência em tecnologia, mas precisa ter uma compreensão básica de como a IA funciona, seus aplicativos em sua indústria e o que o futuro reserva.

    Douglas Engelbart, um pioneiro da computação dos Estados Unidos, disse em 1958: “A tecnologia não deve ter como objetivo substituir os humanos, mas sim ampliar as capacidades humanas”.

    Embora a AI estivesse engatinhando nos anos 50, Engelbart previu que esse dia chegaria. Ao se instruir sobre a IA hoje, você pode ajudar a ampliar suas habilidades de trabalho amanhã e liderar sua equipe.

     

    Liderando a sua equipe nessa transformação

    Ainda vão surgir muitas indagações sobre como implementar as vertentes que envolvem as novas tecnologias na empresa.

    Além disso, esse investimento inclui um alto custo e uma mão de obra especializada.

    Uma forma inteligente de melhorar esse cenário é começar a desenvolver seus funcionários e apresentar para eles a realidade que envolve esses termos.

    Dessa forma, você se manterá informado e passará muitos dados ricos sobre data science, machine learning, big data, deep learning e inteligência artificial para a sua equipe.

    É hora de mostrar para os decisores da empresa as mudanças que virão e como lidar com isso para que não seja necessário lidar com uma crise.

    Assim, quando você ver essa mudança acontecendo, seu time não irá se sentir perdido no meio de tantas inovações. Em uma transformação digital e na aplicação de qualquer tecnologia é importante que toda a empresa esteja ciente e aprenda a lidar com essas mudanças.

    Gostou desse artigo? Quais as mudanças que você acredita que acontecerá nas empresas? O que você está fazendo para se orientar nesse meio de novidades? Compartilhe conosco nos comentários abaixo.

     

     

    Publicado em:

    Estrategias que Transformam

    3 comentários “Inteligência Artificial e o trabalho: O que muda?

    1. Marcus Vinícius Barboza Nunes

      Quanto a mostra de filmes a chegada de alguma forma até uma grande parte dos humanos, não deixa nada de produtivo,”Eu Robô” para perceber a diferença precisa- se entender um pouco do senário que esta sendo mostrado, pois o software e Hardware se completam, mas tudo precisa de uma guerra antes. Mas no dia dia a própria mídia nos mostra apenas tragedias que muito veem, só que para esse processo evoluir devemos estar nos preocupando mais com tecnologias humanas, pensamento, desenvolvimento, satisfação, mas essa carga genética vai cair. E tudo esta mudando, IA, veio para nos facilitar a vida, solucionar situações pendentes a década, séculos, milênios, precisamos sim abraça-la, mas com certa cautela , países com um alto poder de conhecimento, facilidade financeira, já conseguem desmistificar o processo da IA, imaginem nós Brasileiro, sim somos capazes, mas o nossos heróis são voltados ao fazer o mal a cuidar do povo, Saúde, Educação o minimo possível, desculpe o desabafo. Eu acredito no critério da IA, precisamos sim usa-la e aprender com ela, estuada – la, pois somos os criamos e nesse entendimento devemos saber que o Meio Ambiente precisa muito dessas informações. e da IA devemos ocupar para o BEM. Os empregos serão adaptados, seremos uma mão de obra altamente qualificada, e estaremos prontos para ir em busca de novos planetas, nossa tecnologia, visual, comunicativa, intelectual será expandida com esse alto poder de adequação o ser humano deve sair em busca de vidas inteligentes na nossa galaxia, percebem o poder, nossa, esse é o critério humano, CRIAR, EXPLORAR estar em busca de algo novo por um momento ou por muito tempo.

    2. E necessario explorar mais informacoes sobre IA, para não criar pânico, na sociedade.

    3. Ao que parece a IA condizirá suas decisões pela lógica, já que não há como inserir padrões humanos paitados no sentimento: perdão, misericórdia etc… Como ficará a sociedade no momento em que parecer à IA algo obsoleto e custoso… os Vingadores 2 trás esse problema à tona… poderá se tornar realidade?

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Organizações AI-enabled

    Organizações AI-enabled

    A criação de valor para organizações em todo o mundo pelo uso de Aplicativos de...

    Sem categoria por Renato Sant Anna

    Série

    _Além da transformação

    Assine e receba a série que reúne heads compartilhando conteúdo exclusivo para você enfrentar os desafios da transformação.