Pesquisa
  • Aa+
  • Aa-
  • Aa+
  • Aa-
Transformação Digital
https://estrategiasquetransformam.com.br/wp-content/uploads/2020/06/Gestão-transformadora-1920x550.jpg

Lideres transformadores

Líderes que possam se adaptar às mais diversas situações, que colaborem para promover o melhor de sua equipe, valorizem os seus talentos e que desejem ter sucesso em sua empreitada precisam estar dispostos a ter a habilidade da gestão transformadora.

Para que você possa entender como isso pode impactar na sua realidade, neste artigo, abordaremos:

  • O que é uma gestão transformadora?
  • Quais os benefícios de aplicá-la;
  • Quais são os modelos de gestão transformadora;
  • Boas práticas da gestão transformadora.

O que é gestão transformadora?

Estar à frente de um projeto, uma equipe ou uma empresa, além de habilidades já conhecidas, exige constante aprimoramento e muito autoconhecimento.

Uma liderança orientada na gestão transformada tem ainda mais uma capacidade: a de estimular seu time, para que possa se desenvolver coletivamente e individualmente e utilizar, com muita excelência, as suas habilidades.

Esse estilo de liderança proporciona que o crescimento de todos seja contínuo, pois tem como prerrogativa garantir que, a partir do líder, todos que integram a equipem motivem uns aos outros e possam descobrir sua automotivação.

Assim, o gestor tem mais condições de determinar os objetivos e provocar que seus colaboradores possam deixar aflorar suas melhores emoções, o que torna o líder uma figura inspiradora.

É importante que as empresas revisitem os seus processos e o perfil de atuação de seus gestores, para que assim, sejam capazes de identificar se está no momento de aplicar uma gestão transformadora orientada para o bem-estar de todos, e focada em trilhar o melhor caminho para o alcance das metas.

Quais os benefícios de aplicá-la

Passamos muito tempo em nossos locais de trabalho ou nos relacionando com ele. Uma gestão transformadora promove benefícios para todos os envolvidos e impacta também nos resultados.

Um dos benefícios que podemos mencionar de ter uma gestão transformada e um líder inspirador é a melhora na motivação e, consequentemente, no desempenho do pessoal.

Inspirados por um líder que admiram e sempre provocados a utilizar com excelência suas habilidades, as pessoas se sentem melhor, porque estão de fato sendo geridas da melhor forma.

Em última análise, essa atitude proporciona que todos cresçam pessoal e profissionalmente.

Podemos listar também outros pontos benéficos de ter uma gestão transformadora:

Aumento na produtividade

Uma das ações que a gestão transformadora promove é que há um maior conhecimento dos potenciais de cada um. Para desenvolvê-los, os processos serão implementados de forma mais eficiente, o que colaborará para o aumento da produtividade.

Retenção de talentos

Ter um líder com o qual não se identificam é uma das maiores dores reportadas pelos colaboradores que se consideram insatisfeitos e buscam por outras oportunidades.

Sendo assim, o oposto, ou seja, ter uma gestão transformada e inspiradora que desenvolve a equipe, é um ótimo motivo para a retenção de talentos.

Cultura e clima positivos

Evidentemente, como tudo o que já mencionamos acima, uma gestão transformada resulta em clima e cultura positivos dentro da empresa e a transforma em um bom lugar para trabalhar.

Quais são os modelos de gestão transformadora

Modelos de gestão vieram sofrendo mudanças ao longo da história. Nós pós-guerra, o planejamento sistemático e a rigidez eram a principal escolha para manter-se competitivo.

E de fato adequado ao espírito do tempo, este modelo atendia ao momento militarizado. Mesmo após transcorrida a história, ainda há lideranças que conservam características deste momento.

Mas, é importante repensar, afinal, estamos em um momento completamente diferente, que alterou tanto as relações profissionais, quanto as relações pessoais.

Os modelos de negócio são outros, a nova geração de profissionais é diferente, como bem mencionou o Wagner Kojo ao explicar os modelos de gestão mais adequados com a Quarta Revolução Industrial e o comportamento exigido para a remodelagem dos modelos de gestão para uma gestão transformadora.

Portanto, o primeiro passo é entender que os modelos de gestão transformadora são mais digitalizados, mais inclusivos, colaborativos, com foco na experiência da equipe e do consumidor, e possuem alta adaptabilidade às mudanças.

Já que vivemos em meio a transformações e evoluções tecnológicas constantes, os modelos de gestão transformadora para serem reais e eficientes precisam estar preparados e adequados com esta realidade.

Boas práticas em gestão transformadora

Algumas características são muito importantes em uma gestão transformadora e aqui listamos alguns pontos fundamentais a serem observados:

Exemplo é a grande palavra de ordem

Uma gestão transformada conta, acima de tudo, com líderes inspiradores. Portanto, não há como aplicar esse modelo de gestão sem uma liderança pelo exemplo.

Líderes devem usar sua atuação como o grande exemplo motivador para transformar o comportamento de seu time. O exemplo tem o poder de criar uma conexão emocional e uma sensação de pertença muito importantes, e gera respeito e confiança.

Se um novo software ou processo precisa ser implementado, a liderança precisa além de dominar bem o tópico, ser um incentivador e usuário.

Interesse e participação

Como mencionamos, é característica deste momento a colaboração. Co-working, co-living e compartilhar são realidades de nossa vida. Os líderes de uma gestão transformadora são essencialmente orientados para a participação.

Demonstre interesse pelos projetos, processo e pessoas. Aceite opiniões, estimule o compartilhamento e a colaboração e aplique, na medida do possível, também em suas tarefas.

É preciso ser transparente ao transmitir metas e resultados, ter clareza ao delegar, dar feedback. As pessoas precisam sentir confiança para que possam manter-se seguras e motivadas.

Essa atitude provoca uma reação em cadeia longa, e mesmo os colaboradores que não possuem contato direto com a liderança serão impactados pelo clima de confiança e seguro de um time que compartilha e tem interesse e participação em todos os processos e projetos.

Autonomia e valorização

Cada pessoa do seu time foi contratada por ter sido o melhor em seu processo, e eles precisam ter essa segurança.

Ao delegar, dê autonomia sem deixar a equipe relegada do descaso, mais uma vez, aqui o interesse é um ponto útil.

Valorize seus profissionais com atitudes, palavras e investimento. Cursos, treinamentos, tecnologias, capacitações e tutorias que proporcionem que todos elevem suas potências ao mais exponencial possível.

Estes são alguns caminhos para uma gestão transformadora que colabora para a melhora do clima, dos resultados e da qualidade de vida das pessoas no mundo organizacional.

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Publicado em:

Estrategias que Transformam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura e Talento

Cultura e Talento

Nos últimos cinco anos, de 2015 a 2020, costumo dizer que o tema cultura organizacional atinge seu pico de di...

Transformação Digital por Rodrigo Sato
01.07.2020 às 19:04:23

Série

_Além da transformação

Assine e receba a série que reúne heads compartilhando conteúdo exclusivo para você enfrentar os desafios que virão.