Pesquisa
  • Aa+
  • Aa-
  • Aa+
  • Aa-
Transformação Digital
https://estrategiasquetransformam.com.br/wp-content/uploads/2020/06/Papel-da-liderança-na-era-digital-1920x550.jpg

Infraestrutura e liderança

Desde a popularização da internet, as empresas nunca mais foram as mesmas. Dentro dos moldes tradicionais, a divisão hierárquica é bem desenhada e conhecida pelas pessoas. Entretanto, entrar no mercado digital pode ser mais complicado do que parece. Não basta, afinal, adquirir diversas soluções digitais e pensar que elas, por si só, serão capazes de melhorar a produtividade e garantir que todos os procedimentos sejam respeitados.

Na verdade, nenhuma infraestrutura é suficiente se não houver uma liderança adequada para conduzir a correta utilização das novas tecnologias. Além disso, a forma de pensar é diretamente afetada pelas novas tecnologias: o líder digital precisa, antes de tudo, traduzir os novos hábitos e as novas linguagens do público para colocar sua empresa no caminho certo.

Como é o líder na era digital?

Dominar as ferramentas de trabalho é apenas um dos pré-requisitos básicos de qualquer função. O verdadeiro diferencial está na forma como as ferramentas são utilizadas em prol da produtividade e da relevância do fator humano.

O mercado online está sempre em constante movimento e desconstrução, o que exige do profissional a capacidade de adaptar-se a todas as mudanças e, com isso, alinhar as estratégias de crescimento da empresa de acordo com o cenário atual.

Sem o sentimento de transformação e de constante mudança, é impossível pensar numa liderança digital eficaz.

Os “mestres digitais”, segundo a obra Liderando na Era Digital, são indivíduos marcados por ter uma visão ampla de mundo, além de possuir grandes facilidades para conduzir governanças digitais com naturalidade.

O próprio Google, por exemplo, é um excelente exemplo de empresa conduzida por verdadeiros mestres digitais: sem seus esforços, a elaboração deste artigo não teria sido tão fácil. Além disso, muitos profissionais buscam uma tão sonhada vaga nessa empresa. Isso significa que, além da eficácia de seus trabalhos, o Google é capaz de cativar seus colaboradores de tal forma que tornou-se uma meta de vida para muitos.

Grosso modo, o líder na era digital é o responsável por saber transmutar as dificuldades e peculiaridades da comunicação moderna em algo positivo e rentável, além da criação e constante vigília de todos os procedimentos adequados para a correta execução de todas as atribuições de sua equipe.

É preciso ser formado em TI para me tornar um líder na era digital?

De forma alguma. Na verdade, esse é um equívoco bastante comum. Embora o departamento de Tecnologia da Informação seja fundamental para o correto funcionamento de qualquer negócio, a liderança não é realizada por máquinas, e sim por pessoas suficientemente preparadas para fazer o melhor uso possível delas.

O departamento de TI de sua empresa não é um componente secundário, e sim um organismo vital para o correto funcionamento de qualquer empreendimento, seja ele de pequeno, médio ou grande porte.

Portanto, um líder na era digital não precisa ser um especialista em TI, e sim alguém que domine as ferramentas adequadamente e que seja capaz de centralizar todos os esforços empresariais em iniciativas rentáveis e humanas.

Organização é a chave

Não é possível falar sobre o líder na era digital sem comentar sobre o conceito de cultura organizacional. Trata-se de um conjunto de normas e regras que tem como objetivo criar um ecossistema de trabalho harmonioso, eficiente e que respeite à risca todos os procedimentos.

Este é um ponto crucial para o funcionamento de iniciativas online. Muitos trabalhadores, desacostumados com o trabalho remoto, por exemplo, podem sucumbir à inércia e apresentar comportamentos indisciplinados. Além disso, o distanciamento social trazido por trabalhos digitais pode afastar os funcionários dos valores da empresa, uma vez que o serviço é executado fora de um ambiente controlado diretamente pelos gestores.

Sendo assim, ferramentas devem ser utilizadas com a finalidade de garantir que todos estejam produzindo durante os horários estabelecidos de trabalho, permitindo uma auditoria adequada para resolver erros e minimizar quaisquer danos ocasionados pela letargia.

Como liderar equipes à distância?

Não é fácil manter um entrosamento adequado entre indivíduos se as ferramentas não forem corretamente utilizadas. A motivação dos times e o respeito às ações e prazos devem ser priorizadas a todo o momento.

Diversas iniciativas podem ser tomadas para reduzir os danos do distanciamento causado por trabalhos 100% digitais: existem vários mecanismos online de comunicação de equipes em tempo real por texto, voz e videoconferência. Estes podem ser utilizados para transmitir, de tempos em tempos, campanhas internas para aumentar a produtividade e criar engajamento entre os colaboradores, além de servir como caminho para ações publicitárias internas educativas.

Lembre-se: não são apenas os clientes que precisam ser alimentados com conteúdos relevantes e de qualidade. Os colaboradores também precisam ser afetados positivamente pela construção de bons valores e costumes. Por exemplo, se você tiver uma funcionária que está prestes a dar à luz, pode ser uma ótima ideia enviar algum agrado. Existem empresas especializadas na confecção de presentes especiais para gestantes e mães de primeira viagem, além da execução de palestras sobre como lidar com a nova vida.

Saber lidar com a diferença é fundamental

Saber liderar é saber lidar com todo tipo de perfil pessoal. Existem várias gerações das quais as pessoas podem fazer parte (Geração Y, Millennial, etc.) e cada qual possui características bastante distintas umas das outras. A utilização de cada geração com relação às redes sociais, por exemplo, é bastante diferente. Mesmo a linguagem utilizada é outra, na grande maioria dos casos.

Sendo assim, saber se comunicar bem é essencial para garantir que você seja uma pessoa facilmente compreensível e, com isso, cobrar de todos os colaboradores para que respeitem suas diferenças e saibam, também, entender com clareza o que os outros estão dizendo.

Grande parte dos desafetos criados nas empresas ocorre por erros básicos de comunicação entre dois ou mais componentes. Caso o problema não seja tratado com celeridade, o problema pode se tornar uma verdadeira bola de neve.

Conclusão

É importante entender que os métodos tradicionais de gestão são coisa do passado. O líder na era digital deve ser um exemplo a ser seguido por todos, não apenas um membro de hierarquia elevada que deve ser obedecido a qualquer custo.

Não é possível assumir uma postura de liderança adequada se qualquer um dos pontos abordados neste texto forem ignorados: todos coexistem de forma a garantir uma perfeita harmonia e o correto funcionamento de qualquer negócio.

Publicado em:

Estrategias que Transformam

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura e Talento

Cultura e Talento

Nos últimos cinco anos, de 2015 a 2020, costumo dizer que o tema cultura organizacional atinge seu pico de di...

Transformação Digital por Rodrigo Sato
01.07.2020 às 19:04:23

Série

_Além da transformação

Assine e receba a série que reúne heads compartilhando conteúdo exclusivo para você enfrentar os desafios que virão.