Powered by INNOVATION INSIDER

    Pesquisa
    • Aa+
    • Aa-
    • Aa+
    • Aa-
    Transformação Digital
    https://estrategiasquetransformam.com.br/wp-content/uploads/2020/03/Transformação-Digital-na-Saúde.jpg

    Tecnologia na saúde

    A tecnologia faz parte de praticamente todos os setores de nossas vidas. A transformação digital trouxe diversas ferramentas, aparelhos e soluções para o nosso cotidiano, de modo a aprimorar as atividades exercidas pelo homem. Muitas delas, inclusive, passaram a ser feitas por robôs e máquinas programadas, agilizando ainda mais o trabalho. O que podemos explanar sobre a transformação digital na saúde?

    Bom, no setor da saúde, a tecnologia veio para facilitar a rotina de médicos e enfermeiros, além de proporcionar novas soluções para o diagnóstico e tratamento de doenças. Em cirurgias, por exemplo, muitos equipamentos permitem uma melhor visualização do corpo internamente, além de realizar tarefas mais simples, que antes eram feitas por auxiliares.

    Além disso, o processo de gestão hospitalar e de clínicas médicas também foi otimizado com softwares de gestão especializados no setor. Com isso, a dinâmica do trabalho burocrático de saúde é facilitada, como por exemplo:

    – Cadastro de pacientes, formulários e prontuários;

    – Agendamento de consultas, exames e cirurgias;

    – Controle financeiro, de pessoal;

    – Entre muitas outras atividades necessárias no cotidiano.

    Todas essas mudanças significam para o setor – tanto público como privado –  maior produtividade, mais segurança para os profissionais e pacientes, redução de gastos, conquista de certificações e destaque no mercado.

    A introdução de tecnologias úteis no setor, também reflete uma mudança de pensamento, que se utiliza de uma estratégia baseada na valorização da experiência dos pacientes nos centros médicos, ampliando o cuidado e o bem-estar dos indivíduos e se importando, de fato, com a qualidade dos serviços prestados.

    Ao eliminar erros, garantir a segurança de dados dos pacientes, agilizar o atendimento e proporcionar tratamentos e soluções mais modernas, consequentemente, a satisfação é melhorada.

    Um exemplo prático e bastante recente do poder do uso da tecnologia na saúde foi o tratamento de um paciente com Coronavírus nos EUA, que foi tratado por um robô.

    A medida foi tomada a fim de evitar ao máximo o contato dos médicos com o paciente, para não haver mais contaminações e espalhar o vírus. O robô era equipado com um estetoscópio e enviava os dados do doente por meio de uma tela.

    Vantagens da tecnologia para o setor

    Tecnologias como Big Data, BI e Inteligência Artificial (IA) são bastante eficazes para o controle de dados, tanto dos pacientes como do público que a empresa de saúde deseja atingir.

    Para a estratégia de engajamento de uma clínica médica, por exemplo, a extração e uso desses dados traz muitas informações úteis relacionadas a diferentes processos de modo simples e rápido. Com isso, a tomada de decisão é aprimorada e novas estratégias podem ser traçadas.

    Tais tecnologias de dados também possibilitam a identificação de falhas nos processos, sejam médicos ou administrativos. Com a diminuição desses erros e aprimoramento das atividades, os custos também são reduzidos, já que os gastos com retrabalho, desperdício com materiais entre outros, passam a ser evitados.

    A produtividade também é aprimorada com o uso de novas tecnologias. Sistemas de gestão integrados e específicos para as áreas agilizam atividades burocráticas repetitivas e aumentam a produtividade dos colaboradores, que podem se empenhar em processos mais decisórios.

    Além disso, a utilização de tecnologias mais modernas substitui o uso de sistemas engessados e lentos que limitam a produtividade, geram atrasos, falta de segurança e mal atendimento aos clientes.

    O implemento de novas tecnologias mudará o relacionamento entre médicos e pacientes, e trará mais oportunidades de tratamentos e mais esperança para os pacientes mais graves. Confira as principais tendências tecnológicas para esse setor:

    Telemedicina

    Com o aumento do uso de tecnologias em nosso dia a dia, como smartphone, tablets entre outros dispositivos móveis, tudo ficou mais dinâmico e ágil. Podemos fazer diversas tarefas no celular, sem precisar sair de casa. Essa tendência acompanha a correria do cotidiano e a necessidade dessa agilidade.

    Pensando nisso, a Medicina se viu em meio à defasagem dos pacientes nos consultórios físicos. Muitos deixam de ir por não ter tempo suficiente. Por isso, a Telemedicina tem se tornado uma saída para esse problema.

    Trata-se do uso das modernas Tecnologias da Informação e telecomunicações para o fornecimento de informação e atenção médica para os pacientes.

    A Telemedicina possibilita que os médicos troquem informações entre si e a distância, e até mesmo façam consultas mais básicas por videoconferência, as chamadas teleassistências.

    Além disso, sistemas de informação permitem a emissão de laudos digitalizados, que podem ser enviados para outros especialistas ou para o paciente.

    O uso de robôs em cirurgias também faz parte da Telemedicina. Esse robô geralmente é usado em grandes hospitais para duas funções: fazer a simulação antes da cirurgia, para garantir maior precisão no procedimento, e auxiliar diretamente na operação.

    Os já existentes possuem quatro braços que garantem a eficiência necessária durante o procedimento. Um braço segura a câmera e os outros braços seguram instrumentos como pinças e bisturis.

    Dessa forma, todo o procedimento é guiado por imagens, permitindo que o médico realize a cirurgia por uma mesa de controle, enquanto o robô coloca em prática os procedimentos. Assim, fornece mais precisão, agiliza o trabalho do médico cirurgião e dos seus ajudantes, além de evitar erros humanos.

    Auxílio no diagnóstico

    O uso da ultrassonografia foi uma das primeiras novidades no setor para auxiliar no diagnóstico. Agora, sistemas de gestão, que podem ser acessados pelos médicos, oferecem os prontuários e histórico do paciente digitalmente, e um programa pode analisá-los e fazer uma sugestão de diagnóstico baseada nessas informações.

    Isso facilita o trabalho do profissional e dá maiores chances de tratamento ao paciente.

    Além disso, alguns novos procedimentos para detectar anomalias também têm sido destaque, como ressonância magnética, a tomografia computadorizada e o PET-CT (Tomografia por Emissão de Pósitrons).

    Melhores tratamentos

    O uso de algumas tecnologias tem aprimorado também os tratamentos, evitando tantos efeitos colaterais e agilizando o processo de cura. Como é o caso do aparelho Gamma Knife, que preserva órgãos sadios e cuida dos pacientes com Alzheimer e Parkinson.

    A instalação de marca-passos para combater a depressão também é outra tendência para o tratamento dessa patologia. Além disso, o recente uso de nanorobôs para o combate a células humanas cancerosas aplicadas em ratos apresentaram resultados promissores.

    Em breve, teremos acesso a cada vez mais soluções que permitam tratamentos cada vez mais eficazes.

     

    Publicado em:

    Estrategias que Transformam

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Série

    _Além da transformação

    Assine e receba a série que reúne heads compartilhando conteúdo exclusivo para você enfrentar os desafios da transformação.