O que é um Modelo de negócios de plataforma

plataforma de negocios
plataforma de negocios

As plataformas de negócios e seus impactos

A convivência diária com plataformas de negócios nos fazem esquecer, muitas vezes, de entender como elas surgiram de fato. Em uma década de forte expansão tecnológica, e negócios ágeis, as plataformas aparecem como um modo de facilitar as relações interpessoais em uma rotina cada vez mais corrida, e mostrar a um ecossistema empresarial tradicional como criar negócios inovadores.

Além disso, pode até parecer que em qualquer tipo de negócio podem ser aplicadas ideias do manifesto ágil, pois nossa rotina foi totalmente transformada pela tecnologia, por exemplo, ao invés de perdemos tempo ligando para uma companhia de táxi para pedir um carro, podemos acessar o Uber diretamente do celular e ter um motorista à disposição em poucos minutos, facilitando até mesmo as corridas de emergência. Em nosso tempo livre queremos facilidade para acessar um filme ou uma série da nossa preferência, fazendo com que o streaming seja mais vantagem do que o material físico de mídia, claro que isso não é mais novidade, mas é importante entender que o modelo de plataforma, tem por base a tecnologia como um meio transformador do comportamento humano, o que força a transformação digital e cultural para empresas de todos os setores e tamanhos.

No entanto, quais são os objetivos e como essas plataformas de negócios podem ser encaradas e classificadas?

Àqueles que já começaram sua mudança, adequaram processos e métodos ágeis, desde pequenas empresas até os big players do mercado, precisam se atentar a estas transformações que a plataforma nos traz. Apesar de já existirem por um tempo considerável, o modelo de negócio da plataforma ainda gera grandes dúvidas e contestações. Saiba como elas se posicionam e porquê podem ser consideradas um sucesso.

O que é um modelo de negócios de plataforma

oque é modelo de negócio de plataforma
oque é modelo de negócio de plataforma

O modelo de negócios da plataforma pretende oferecer serviços de valor através da facilitação de acesso entre dois ou mais grupos independentes, geralmente classificados como produtores (ou prestadores de serviço) e clientes.

Isso significa que o serviço é oferecido ao cliente final através de um sistema mecânico simples e integrado, onde o consumidor consegue ter sua necessidade suprida de uma maneira simplificada e, por vezes, mais barata e ágil. Por conta dessa definição, as plataformas não podem mais ser classificadas como lineares, uma vez que elas não são donas dos meios de produção, mas sim de conexão.

O modelo também se mostra bastante lucrativo ao reduzir custos e contar com as inovações tecnológicas como parceiras diretas para o seu sucesso e manutenção no mercado.

A plataforma de negócios não é apenas tecnologia

Apesar de o modelo de negócios da plataforma já estar presente na sociedade por algum tempo, muitas pessoas ainda pensam em se tratar de apenas uma tecnologia, reduzindo-as em aplicativos. No entanto, é errado defender a ideia de que se trata apenas de um recurso de sistema, existe toda uma lógica de mercado pensada para beneficiar seu consumidor final de diferentes maneiras, onde o motor da plataforma é basicamente a necessidade de seus participantes.

Outro ponto importante na dinâmica desse modelo de negócios, é compará-lo a plataformas que são pensadas e implementadas para automatizar processos de trabalho dentro de uma empresa. Embora o nome esteja correto, eles se diferem quanto aos objetivos: um sistema de gestão de pessoas, difere do sistema adotado pela Uber ou iFood.

Diferenças entre modelo linear e não-linear de negócios

diferentes modelos linear e nao linear de negócios
diferentes modelos linear e nao linear de negócios

Outra dúvida bastante pertinente para quem começa a conhecer o modelo de negócio das plataformas, é entender de que modo ela consegue se diferenciar de um sistema linear e o que isso, na prática, significa.

Um modelo de negócios não-linear é um modelo que ainda necessita de uma linha de produção, por exemplo, TV por assinatura. Ao contratar esse serviço, o cliente precisa ainda agendar a visita do técnico da operadora para que seja feito a instalação do ponto de TV desejado, dessa maneira, a empresa nesse sentido não vende apenas o produto, mas os meios de produção pelo qual esse serviço precisa passar para ser acessado.

Já no caso das plataformas, esse modelo é descartado, uma vez que ao assinar um serviço de streaming, o cliente tem acesso ao seu conteúdo ao mesmo momento. Essa praticidade se provou lucrativa e muito mais acessível ao público-alvo do negócio, fazendo com que o modo tradicional de televisão esteja sendo substituído pelo streaming.

Impacto na economia

Devido à facilidade do acesso aos serviços prestados, as plataformas já são bem mais lucrativas do que os modelos de negócios lineares. Parte desse sucesso se deve ao fato da facilidade de inserção ao cotidiano agitado de milhares de pessoas e a economia de tempo gasto durante pesquisas, compartilhamentos e acesso aos conteúdos mais interativos.

As três plataformas mais lucrativas nesse negócio atualmente são Google, Apple e Facebook. Com objetivos próprios diferentes, elas podem interagir em simultâneo, uma vez que o acesso ao smartphone dá a possibilidade de o consumidor também consultar sua conta no Facebook e fazer pesquisas rápidas no Google.

Embora sejam um fenômeno incontestável, as plataformas de streaming da Netflix e Amazon vêm brigando ferozmente para se igualarem como os principais serviços de entretenimento da atualidade. Durante o isolamento social, causado pela pandemia da Covid-19, a Netflix viu seus números de mercado crescerem esporadicamente, se tornando uma opção acessível em meio ao fechamento das salas de cinema por todo o mundo.

Equipe de comandantes, especialistas preparados para retirar insights do mercado e transformar em conteúdos relevantes

oque é uma inteligência artificialoque é uma inteligência artificial
transformação digital também é humanatransformação digital também é humana
robôs substituirão os humanosrobôs substituirão os humanos

O que é uma inteligência artificial?

O que faz de um ser humano, um ser inteligente?

Transformação digital também é humana

Descubra a verdadeira transformação digital, que envolve uma revolução...

Robôs Substituirão os humanos?

Será que os robôs realmente substituirão os humanos...