Blockchain para negócios

blockchain nos negócios
blockchain nos negócios

Observar a utilização do blockchain nos negócios é como olhar para a transformação digital daqui a dez anos. É um horizonte longe ainda, mas visível. Este é o momento pós-plataforma, já existe, tem volume, ainda que seja em pequena escala. O blockchain, que foi criado para registrar transações envolvendo bitcoins, com uma estrutura descentralizada, baseada em criptografia, garante a unicidade total das informações armazenadas. Ninguém consegue alterar a cadeia do que está registrado. Todos os envolvidos têm uma cópia dos dados. E esse diferencial faz com que empresas se sintam confiantes para compartilharem dados em seus ecossistemas e utilizarem a tecnologia em seus produtos e serviços. Essas iniciativas fazem alguns ícones da modernidade – como Youtube, Uber e Airbnb – parecerem um pouco… ultrapassados. O futuro está se construindo. Veja alguns exemplos de aplicações com Blockchain:

Como utilizar blockchain nos negócios?

Compartilhamento de vídeos

Paratii é um projeto nacional que propõe a criação de uma plataforma de compartilhamento de vídeos utilizando redes de blockchain. A diferença para o Youtube? Aqui, não há uma empresa que faça a intermediação entre a pessoa que compartilha o vídeo e a que vai assistir. Outra evolução é que as duas partes podem ser recompensadas financeiramente, por compartilhar ou por assistir ao vídeo. É bem mais democrático. Todo mundo ganha. O projeto começou, mas foi suspenso. A tecnologia ainda precisa evoluir um pouco para dar certo.

Uber P2P

A proposta do Arcade City é oferecer uma plataforma P2P que conecta motoristas e passageiros sem intermediários que levam 25% do rendimento de quem está trabalhando. Foi essa a ideia de Christopher David, ex-motorista de Uber de Austin, que desenvolveu a solução. Durante a evolução da plataforma, em uma versão draft ,o app continha apenas um chat, motorista e passageiro combinavam livremente itinerário, preço e forma de pagamento. Tudo sem intermediário.

Airbnb automatizado

A Slock.it é uma maçaneta conectada ao blockchain para quem quer alugar uma hospedagem. Imagina um Airbnb automatizado, em que a transação é feita diretamente entre locker e celular, incluindo o pagamento e a abertura da porta, por meio de uma chave criptográfica. A ideia é incrível e a plataforma está em construção.

Tracking de vinho

A Agrum oferece um tracking completo da produção de vinho, desde a plantação da uva até a entrega da garrafa. A plataforma utiliza IoT para fornecer indicações de geolocalização e temperatura do ambiente para o blockchain. Isso significa que, quando a pessoa estiver com uma garrafa desse tipo em mãos, poderá ler o QR code e acessar todas as informações que acompanharam o processo de produção e transporte da bebida.

Garantia de origem de produtos alimentícios

Na mesma toada, uma parceria entre Walmart e IBM deve garantir a origem de produtos alimentícios vendidos na rede de hipermercados. A tecnologia permite o rastreamento de produtos de hortifruti, por exemplo, por meio de cadeia de suprimentos usando a IBM Blockchain Platform. Com isso, é possível saber de onde vem cada manga, quem foi o produtor e em que condições ela chegou ao consumidor. Já pensou?

Seguro de carro por tempo de uso

A OnMe Seguros, plataforma digital de Seguros, está se preparando para oferecer um serviço diferenciado para pessoas como eu, que viajam por longos períodos e não acham justo pagar o seguro do carro como se saíssem com ele 30 dias por mês. Este seguro deve ser cobrado de forma proporcional, pelo tempo que o veículo estiver fora da garagem. Uma feature realmente sensacional será quando a empresa colocar no carro um device de monitoramento com IoT que, quando conectado ao blockchain, prescreve todo seu histórico de manutenção e fadiga de peças. Um serviço semelhante é oferecido há algum tempo pela CarFax, nos Estados Unidos. Neste caso, o blockchain armazenará informações de localização e revisão, que são validadas na hora da venda, por exemplo.

Vou resumir uma história. Um amigo utilizou uma impressora 3D conectada a rede blockchain para recuperar o arquivo original e imprimir um tanque de combustível seguindo as medidas e os moldes adequados, como se estivesse no fornecedor, do outro lado do mundo. Isso é possível porque o blockchain garante que o arquivo contenha as medidas exatas para que a impressão seja feita em qualquer lugar do mundo e seja fiel ao projeto. Imagina o que vai acontecer quando essa tecnologia for utilizada em larga escala? Este é só um exemplo.

Loja de departamento

Uma varejista de moda brasileira também tem projeto de implementar uma plataforma conectada ao blockchain para integrar fornecedores, terceirizados e quarteirizados que desenvolvem produtos para mesma. Todos os ativos são rastreados, evitando inclusive o abuso e trabalho escravo em tempo de confecção.

É futuro, está sendo construído. E você está preparado para pensar em um mundo descentralizado?

tribulação ET
tribulação ET

Equipe de comandantes, especialistas preparados para retirar insights do mercado e transformar em conteúdos relevantes